mulher-brasielira-e-mais-sexy-do-mundo

Em uma pesquisa britânica, mais de cinco mil pessoas responderam que a mulher brasileira é a mais sexy do mundo, sendo seguida pelas americanas e francesas. Será mesmo verdade?

        Segundo contam as histórias, a fama da mulher brasileira é muito mais antiga do que podemos imaginar. Essa ideia estereotipada do corpo brasileiro pode ter surgido no início das grandes navegações, dado o descobrimento do Brasil em 1.500.

Os marinheiros que desembarcavam em terras brasileiras vinham de longas viagens em alto mar, em embarcações onde só tinham homens. Chegavam aqui e se deslumbravam com nossas índias, todas nuas ou cobertas apenas por adereços. Era o paraíso para eles, mas também um inferno para elas. Muitos estupros seriam noticiados caso houvesse algum modo. Sem se importar e estando em terras praticamente desconhecidas, nenhum marinheiro respeitava o corpo feminino naquela época.

Cena do filme Caramuru. Sátira da mulher brasileira no tempo do descobrimento

Quando embarcavam novamente, prontos para voltarem a seus países, iam com essa visão de que naquelas terras, o Brasil, havia mulheres lindas e, melhor ainda, nuas. A fama foi propagada rapidamente.

Mas, não necessariamente se dá somente a isso a fama que recebemos. O povo brasileiro tem uma grande mistura. Temos diversas descendências, índios, portugueses, africanos, espanhóis. Essa mistura desenvolveu mulheres muito diferentes, entre negras, mulatas e brancas.

Tem mulheres para todos os gostos. Além do mais, toda a mistura de genes fez a mulher brasileira uma das mais desenvolvidas em relação ao corpo. Temos sim, mais bunda, mais seios e, além disso, um requebrado de deixar todos babando.

Na televisão o corpo da mulher brasileira é apresentado como um simbolo de nossa cultura. A mulher não é só a mais sexy mas a que mais se exibe.
Globo Beleza exemplo da importância do corpo e da beleza da mulher brasileira em nossa cultura.

Tudo isso somado a uma terra onde, na maior parte de seu território, temos um clima quente e de sol, é um grande fator.

Nossas mulheres, ao contrário das de outros países onde o clima é frio e precisam, praticamente todo ano, estarem bem agasalhadas, usam frequentemente roupas que dão maior mostra ao corpo; shorts e saias que evidenciam as pernas, regatas que deixam a mostra os braços e delimitam os seios, vestidos. Tudo para se adequar ao calor.

Isso faz com que o gringo, que está acostumado com suas próprias mulheres sempre cheias de roupas, visualize um novo tipo de mulher no Brasil. Uma mulher mais a mostra, que usa roupas mais sexy, dança e rebola, e sabe como deixar o corpo em evidência.

Cabe ressaltar também que a maioria dos estrangeiros que vem passear pelo Brasil, acaba, uma hora ou outra, ficando nas principais praias do país, e que lugar melhor do que uma praia para se ver mulheres com roupas mais curtas e biquínis?

É fato que na década de 70, a mulher brasileira ousou mais do que as estrangeiras ao diminuir de tamanho uma peça que ainda não era bem vista pela sociedade mundial. Da tanga que cobria o umbigo, a brasileira passou a usar um biquíni cada vez menor, com cintura baixa, para logo depois ousarem com outros modelos, como o asa delta, o com laços laterais e o famoso fio dental.

Desde sempre nós fomos mais ousadas, conseguimos nos mostrar mais que as outras. É por isso que essa visão estereotipada continua até hoje.

Disseminação da imagem

Carnaval

      Fotos musas do Carnaval 2011 - São Paulo - 1° noite_Juju

  O carnaval também pode ser um dos motivos para essa disseminação de padrões no exterior. Temos um dos eventos mais alegres e bonitos do mundo, no qual milhares de estrangeiros vem para cá somente para ver os incríveis desfiles das escolas de samba e pular ao som das marchinhas de rua.

        É nessa festa, fortemente, que o estereótipo da mulher está em voga. Nas pistas do sambódromo, milhares de mulheres semi nuas desfilam e exibem sua sexualidade com força, com roupas curtas e provocativas, rebolados sensuais e a alegria no rosto.

Televisão

Na televisão o corpo da mulher brasileira é apresentado como um simbolo de nossa cultura. A mulher não é só a mais sexy mas a que mais se exibe.

        Na televisão brasileira, a imagem da mulher brasileira sexy, de corpão e pouca roupa, também é forte. Na maioria dos programas de humor, como Pânico, por exemplo, essa beleza é fortemente disseminada em busca de telespectadores.

        Nas novelas temos esse grande estereótipo, que se esquece da mulher normal do dia a dia, e mostra somente as belas musas que entraram para o show business, sempre bem vestidas, maquiadas e arrumadas.

        Tudo isso ajuda a transmitir que a visão da sexualidade da mulher brasileira é sempre forte, em voga, e que em nenhum outro país do mundo, onde o corpo da mulher é geralmente respeitado, o tem.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui